05 novembro 2010

Governo quer mandar até no seu nome

Salve interplanetários leitores do Pimentas!

Aproveitando a capa do livro do Sérgio Rodrigues, para ilustrar e introduzir a nova ideia do congresso Brasileiro, proibir os cartórios de registrarem crianças com nomes estrangeiros. Muitas pessoas acabam sendo discriminadas pelos nomes. Isso é Bullyng. What?

Os estrangeirismos são correntes no Brasil, em todas as áreas, vendas, marketing, Administração, em suma, em praticamente todas as atividades que reúnem pessoas que mal sabem o Português.

Na maioria das vezes as pessoas nem conseguem falar José, a quem chamam só de Zé, e querem registrar o filho com sonoro Washington, que vira "Uóchito", ou até o pequeno nome Kauan, que "vareia" em: "Caê", "Cuã" ou outros que nem reproduzo. Sem contar os inúmeros Michael Jackson que têm por ai, e todos chamam de "Maico Jako".

Enfim, se o projeto passar os pais ainda poderão entrar na justiça para exigir o registro. Acho que nesse ponto é exagero, o estado já está interferindo demais no livre arbítrio dos cidadãos. Poderiam exigir apenas, que os pais soubessem escrever e pronunciar o nome corretamente, e proibir veementemente os sobrenomes famosos.

Follow @JB_Ziegler un nombre muy Brazuca!

19 comentários:

  1. Pois é, lembro que uma vez eu estava no ponto de ônibus, e tinha uma moça com um filho no cólo, e outro brincando junto ao meio-fio. Quando o ônibus apareceu, ela de imediato gritou: "Bráian, venha Bráian que o ônibus está vindo" Pois é, nada a ver esse comentário, mas fiquei com vontade de dar meu testemunho. #fui

    ResponderExcluir
  2. Isso já acontece. Meu amigo precisou comprovar a aacendência seiládeonde pra registrar o filho Joshua.
    Cara, acho que tinha que proibir de registrar nome ridículo, tipo Romarinho...
    Enfim, Allan: conheço dois "Brian". Pronuncia-se briân mesmo. Nada a ver, mas me deu vontade de te falar...

    ResponderExcluir
  3. Ah, sim: a Lutiárity, filha da vizinha da minha avó, não gosta dessa proposta de lei.

    ResponderExcluir
  4. Só registrando mais um fato, por que continuo com vontade de falar sobre isso, tenho dois amigos, o Dione e o Dêivide. Foram registrados com essa grafia por que o cartório não permitiu a grafia em inglês. Ah, o Bráian hoje deve ter uns quinze anos, e está bem.

    ResponderExcluir
  5. Aqui perto mora uma moça que tem tanto "S", "C" e "H" no nome, que até ela precisa conferir na Identidade quando vai escrever o nome. Também conheço uma Dianis Dioplin e um Dion Lennon que foi meu aluno.

    ResponderExcluir
  6. Preciso dizer que me confundi. Lutiárity é o nome do pai, a menina é Lutiáurea.
    Alguém quer tentar adivinhar o nome da mãe?

    ResponderExcluir
  7. A mãe deve ser ... Lady Láurea!!!

    ResponderExcluir
  8. O funcionário com o nome mais esquisito aqui é Architeclênio ...

    ResponderExcluir
  9. Aqui na empresa, a filha de dois anos da moça do financeiro se chama Ryhanna. Daí descobriram que ela está grávida. Há rumores que o filho se chame Chris Brown, porque né...

    ResponderExcluir
  10. Não tinha pensado por esse lado mas se bem...

    É.

    ResponderExcluir
  11. Conheci uma moça que tinha uma filha, Yasminy. A moça engravidou e soube que seria um menino, ao que perguntei: "e o nome, vai ser Yosmickey?"
    Ela parou de falar comigo.

    ResponderExcluir
  12. Eu era um traumatizado pelos 2 "L" no meu nome, mas depois dos que li aqui, vi que ainda tô no lucro.

    Já tem uma lei que proíbe os cartórios de fazer o registro de nomes absurdos, como a "Liberdade Igualdade Fraternidade da Silva". Mas evitar estrangeirismo me parece de nacionalista fanático. Não digo nada uma orientação aos pais, que pensem bem antes de dar à filhinha linda o nome de Marilyn Monroe, mas proibir vai contra a liberdade das pessoas. Inclusive a liberdade de ser brega!!!

    Bái!

    ResponderExcluir
  13. Ramiro, já tive o "prazer" de conhecer o Maicol Jordam, a senhora Bucetildes Tijela e a Maria Cesárea - essa foi no dia em que fui mesário nas eleições.

    ResponderExcluir
  14. Ah, acabei de lembrar: numa entrevista de emprego fui colega de dinamica do competentíssimo Ben Hur.

    ResponderExcluir
  15. Liberdade Igualdade e Fraternidade da Silva?

    Sério, eu tô rindo muito disso!
    Como pode um ser tão absurdo?

    ResponderExcluir
  16. Ah eu tinha uma colega de coral chamada Marlene Fucks. Toda vez que o regente fazia a chamada eu dava risada.

    ResponderExcluir
  17. Poderíamos quem sabe criar uma lei que proibisse político de querer proibir algo que deveria ser livre num país que finge que seu povo vive em liberdade, espero ter sido claro.

    ResponderExcluir
  18. Legal que um país que se orgulha da missigenação (é assim que se iscreve?) debate um projeto tão cretino quanto esse

    ResponderExcluir

Apimente você também

Artigos recentes